Sob a égide da Comissão Executiva para a Homenagem Nacional aos Combatentes, realizou-se no dia 10 de junho de 2022 a XXIX Encontro Nacional de Homenagem Nacional aos Combatentes, no Monumento aos Combatentes do Ultramar, junto ao Forte do Bom Sucesso em Belém.

Esta cerimónia teve por objetivo celebrar Portugal e homenagear, no Dia de Portugal, todos aqueles que, chamados um dia ao cumprimento do dever, souberam honrar os nossos maiores e, especialmente, os que tombaram ao serviço da Pátria.

A Associação de Fuzileiros esteve representada nesta cerimónia de homenagem por um dos seus Vice-Presidente, que integrou o grupo de convidados de honra e outro Vice-Presidente em conjunto com um muito e significativo grupo de Veteranos, garbosamente comandado pelo nosso amigo e Veterano José Talhadas e o habitual balcão de informação aos Sócios.

Com um programa previamente definido, as comemorações iniciaram-se com a Missa por intenção de Portugal e de sufrágio pelos seus mortos, nos Jerónimos, presidida por Sua Excelência Reverendíssima o Bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança, D. Rui Valério. Seguiu-se a cerimónia junto ao Monumento aos Combatentes onde foram ouvidas palavras de abertura proferidas pelo Presidente da Comissão Executiva, Tenente-General na Reforma, Manuel Bação da Costa Lemos, um discurso alusivo preferido pelo orador, Professor Doutor Humberto Nuno de Oliveira e uma cerimónia inter-religiosa católica e muçulmana.

A homenagem aos mortos incluiu a deposição de coroas de flores no Monumento aos Combatentes do Ultramar por todos os representantes das inúmeras entidades e instituições ali presentes.

No final a banda da GNR tocou o Hino Nacional, cantado pelo Coro da Casa Pia e entoado por todos os presentes ali reunidos. O NRP João Roby executou as 21 salvas protocolares. Seguiu-se o desfile final pelas lápides onde se integrou o Pelotão de Veteranos da Associação de Fuzileiros, sendo de realçar o excelente aprumo e galhardia.

O Presidente da República enviou uma mensagem aos combatentes que foi lida no decorrer da cerimónia e também uma coroa de flores que foi deposta na altura própria.